Como voltar a ser produtivo quando estamos estagnados

Hoje eu lhe convido para discutir um problema que já aconteceu comigo e que eu aposto que já aconteceu com você também!

Normalmente, em nossas vidas, desenvolvemos hábitos produtivos por algumas semanas, onde metas e projetos parecem fluir naturalmente, nos deixando contentes com nosso progresso. Então, de repente, tudo muda. Desaceleramos o nosso ritmo habitual de trabalho, os hábitos se tornam descontínuos, a motivação parece estar cada dia pior, afetando também a vida pessoal, onde até há casos de aumentar alguns quilinhos.

Junto com essa bola de neve que se forma, nossa produtividade começa a retroceder, e as vezes parar de vez, nos fazendo voltar à estaca zero! Diante de tudo isso, o desespero bate a nossa porta e a primeira pergunta que vem na cabeça é: “E agora, o que fazer? ”

Apesar de todos os motivos e exemplos que possam ter feito você “pisar na bola” a grande verdade é que o PORQUE ou o REAL MOTIVO de tudo isso não importa. Independente de qual seja o motivo que te fez andar para trás, se hoje você se encontra nessa situação, provavelmente se lembra de como sua vida já foi melhor, e que você já conseguiu ser mais produtivo. E embora reconheça que o caminho até lá tenha sido complicado, também reconhece que chegar lá valeu a pena. Você reconhece que não existe nada como o sentimento de estar progredindo, e que toda mudança começa quando você toma apenas uma decisão.

 

Basta!

Toda grande mudança na sua vida começa com uma decisão. Uma decisão que você toma e mantém, não importa o que aconteça. De maneira geral, grandes mudanças ocorrem que dizemos basta, e deixamos de aceitar que padrões antigos ditem o rumo que nossas vidas tomarão.

Dessa forma, se você quer passar a ser mais produtivo a partir de hoje, eleve seus padrões. Diga para você mesmo o que é inadmissível a partir de hoje. Quais dos seus comportamentos não devem mais acontecer? Quais são os hábitos que você deve voltar a desenvolver para atingir a excelência? Quais crenças estão te impedindo de voltar a ter uma vida produtiva?

 

Utilize a culpa ao seu favor

Quando estamos em estados de baixa produtividade, tendemos a desenvolver hábitos que não estão alinhados com o que é melhor para nós a longo prazo. Por exemplo, nós procrastinamos, comemos além do necessário, tentamos realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, não planejemos nosso dia, e em compensação sentimos um grande sentimento de culpa.

Entretanto, a maioria de nós não sabe reconhecer a real mensagem e utilidade que o sentimento de culpa possui. Grande parte das pessoas permanece apenas chafurdando nesse sentimento, tentando fugir da dor que ele causa, e consequentemente não entra em ação.

Mas culpa não precisa ser necessariamente um sentimento ruim. Você pode utilizar a culpa a seu favor reformulando o que ela significa para você. O que muitas pessoas não percebem é que quando sentimos culpa, isso significa que violamos algum dos nossos próprios padrões. Dessa forma, nosso corpo e mente estão pedindo para que tomemos atitudes que assegurem que isso nunca mais volte a acontecer.

Quer saber mais? Então leia   7 Sinais de que você precisa de um Consultor de Produtividade

Em outras palavras, a culpa existe para induzir na nossa cabeça uma quantidade suficiente de dor, de forma que voltemos a nos comprometer com nossos mais altos padrões. Culpa, portanto, pode ser utilizada como grande força motivadora, uma vez que você pare de suprimi-la e comece a utilizá-la para o seu próprio bem.

Dessa forma, reconheça quais são os seus padrões que foram violados, e se comprometa a tomar atitudes que mudem seu comportamento. Uma vez que você tenha feito isso, sua culpa desaparecerá, e você terá a chance de voltar a ser mais produtivo.

 

Reflita sobre o que é ser produtivo

Uma vez que você já tomou a decisão de mudar a sua vida, e já está encontrando nos seus próprios sentimentos a motivação para realizar essa mudança, chegou a hora de refletir sobre o que significa voltar a ser produtivo nas diferentes áreas da sua vida.

Podemos então incluir na lista coisas como: praticar exercício regularmente, acordar cedo todos os dias, finalizar um projeto pessoal, escrever um artigo, manter um diário de produtividade, ou manter a sua sala limpa.

Bom, as possibilidades aqui são inúmeras. Enquanto você estiver listando quais são os comportamentos que gostaria de estar desenvolvendo, lembre-se que mais e mais culpa aparecerá por não estar realizando essas atividades. Dessa forma, utilize essa dor para fortalecer ainda mais a sua motivação.

 

Foque em pequenas mudanças

Bom, nesse momento você já pode estar planejando quando voltará a acordar mais cedo, quando voltará a comer de maneira mais saudável e quando voltará a escrever suas metas. Ótimo!

Ainda assim, lembre-se que nossa vida não é uma corrida de 100 metros rasos. Na realidade, estamos em uma maratona, e nenhum maratonista começou sua carreira correndo 20 quilômetros já no primeiro dia. Todos nós começamos com pouco, e vamos crescendo conforme ganhamos resistência e conseguimos conquistar desafios cada vez maiores.

Dessa forma, busque iniciar suas mudanças lentamente, e estabeleça metas menores do que você realmente gostaria para o momento. Se você deseja escrever 1500 palavras por dia, comece estabelecendo a meta de 300 ou 400 palavras e suba essa contagem com o passar dos dias. Se você planeja praticar algum tipo de exercício 5 ou 6 vezes na semana, comece dizendo para si mesmo que 3 vezes na semana já é uma grande vitória.

Foque, portanto, muito mais no seu progresso do que na finalização das suas tarefas. Isso fará com que você se mantenha motivado, e não esgote seus recursos rapidamente.

 

Planeje a próxima tarefa

Mesmo que você tenha seguido o passo anterior, e tenha estipulado metas menores, é normal que você se sinta um pouco sobrecarregado com o que ainda deve fazer. Afinal de contas, deixar um estado letárgico para trás, e passar a tomar atitudes que consistentemente aumentam a sua produtividade é um desafio e tanto.

Quer saber mais? Então leia   Como Dormir Melhor: O Guia Ultracompleto para Entender seu Padrão de Sono e Acordar Cheio de Energia!

Para combater justamente isso, o mais importante é que você foque apenas em planejar as próximas tarefas. Não busque planejar meses à frente, estipulando datas para tudo o que você quer fazer. Planeje apenas o que você quer fazer nessa próxima semana, ou talvez apenas nos próximos três dias. Seja realista com que você deseja alcançar nesse período de tempo. Ao final do período, pode parecer que você não fez muito, mas na realidade você já passou pela parte mais difícil do desafio, que é dar o primeiro passo.

Busque, portanto, se alegrar com o seu progresso até agora, e utilize ele como a maior força motivadora para continuar trabalhando.

 

Encontre um amigo, grupo ou mentor

Existe um provérbio africano que diz “Se você quer ir rápido, vá sozinho. Se você quer ir longe, vá em grupo”. Embora muitas pessoas saibam disso intuitivamente, é interessante perceber como muitas pessoas subestimam a importância de procurar ajuda.

A verdade é que o apoio ou suporte de amigos nunca é demais quando estamos tentando mudar de vida.  Na realidade, ter outras pessoas influenciando você a manter seus novos comportamentos apenas te motivará a continuar na sua jornada.

Dessa forma, não tenha medo também de procurar a ajuda de algum especialista, como um consultor de produtividade ou um coach. Essas pessoas dedicam suas profissões para te ajudar a encontrar sempre o melhor caminho, te mantendo responsável sobre o que deseja fazer. Além disso, cursos, seminários, e outras formações podem te ajudar muito a melhorar os seus métodos, e aumentar a sua produtividade em áreas que ainda não está conseguindo.

 

Jamais desista

Como último passo, é preciso saber que desde o início desafios aparecerão, e sua capacidade de se manter em pé, sem desistir dos seus sonhos, é o que mais importa. Não existe uma só pessoa na Terra que passou sua vida sem desgostos e derrotas. Cair no meio do caminho é importante para nosso aprendizado. Apenas dessa forma conseguimos desenvolver maior autoconfiança sobre os obstáculos que precisamos sobrepor, independentemente do quão difíceis eles possam parecer inicialmente.

Se você acredita que uma vida produtiva é o melhor para você, vá em frente. Tenho certeza de que a luta valerá a pena!

Agora, se esse artigo trouxe alguma reflexão interessante para você, utilize os botões logo abaixo para compartilhá-lo nas redes sociais. Tenho certeza de que você possui diversos amigos no Facebook ou Twitter que estão com a produtividade estagnada, e precisando desses conselhos!

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

Download Gratuito

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Cadastre seu e-mail e baixe agora sua cópia do E-book.

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...

2 Respostas para “Como voltar a ser produtivo quando estamos estagnados

  • Alexandre Almeida
    5 meses ago

    Parabéns por teus textos, especialmente este. Verifico que você articula bem as ideias apresentadas e, em muitas, consegui identificar conceitos e princípios do método gtd, o qual tenho utilizado a 1 ano e meio. Achei interessante o conceito de produtividade pessoal abordado por você em outro texto. Ele me fez refletir sobre a possibilidade de utilização de outras estratégias de produtividade, aliadas com a que já uso. Parabéns novamente!

    • Obrigado Alexandre!
      É bom saber que estou conseguindo te ajudar a aprimorar as suas estratégias.
      Esse mês tem artigo novo sobre o GTD saindo. Vamos ver se você gosta também =)

      Forte abraço,
      Leonardo

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Cadastre seu e-mail e baixe agora sua cópia do e-book.

redirect=/confirmacao-audio-ebook/