Otimize o seu convívio familiar com Scrum!

Você já parou para pensar sobre a diversidade de modelos familiares que existem hoje em dia?

Existem famílias com apenas pessoas do mesmo sexo, casais que possuem relacionamentos abertos, casais que embora casados ainda moram separados, e casais que mesmo divorciados ainda moram juntos. Existe uma infinidade de modelos diferentes de família, e a maior parte deles parece funcionar relativamente bem. Se você for perguntar para seus amigos, a maior parte provavelmente dirá que possui hoje uma família melhor daquela onde foi criado.

Mas mesmo que a situação da maioria das famílias tenha melhorado nos últimos anos, novos desafios estão aparecendo, principalmente quando falamos de gestão do tempo. No mundo de hoje, onde nosso tempo está cada vez mais concorrido, achar tempo para a família se tornou uma dificuldade e tanto. Mas se novos desafios vêm aparecendo, novas estratégias para sobrepor esses obstáculos também estão sendo criadas e utilizadas.

Vamos então entender como podemos utilizar o Scrum para melhorar o convívio familiar!

 

Do que os seus filhos precisam?

Em fevereiro de 2013, o escritor americano Bruce Feiler foi convidado para palestrar em uma conferência TED realizada em Nova York. Bruce é um dos colunistas do New York Times, e escreve predominantemente sobre a vida contemporânea, relatando algumas das melhores práticas que pais podem utilizar na educação dos seus filhos.

No início de sua apresentação, Bruce relata um estudo feito por Ellen Galinsky. Nesse estudo, a pesquisadora fez a seguinte pergunta para mais de 1000 crianças:

“ Se fosse concedido a você um pedido para fazer aos seus pais, o que seria? ”

Ellen comparou as diversas respostas que obteve das crianças com as respostas que os pais presumiam receber. De maneira geral, os pais predisseram que seus filhos gostariam de passar mais tempo na sua companhia. Surpreendentemente, eles estavam errados! A resposta mais comum fornecida pelas crianças foi que gostariam que seus pais estivessem menos cansados e menos estressados.

(Para aprender como vencer o estresse, clique aqui)

Quantidade de Tempo vs. Qualidade de Tempo

Esse estudo oferece uma luz sobre a direção que pais deveriam tomar na educação dos seus filhos. Ao invés de procurar apenas aumentar a quantidade de horas que passam em casa, os filhos requerem que seus pais aumentem a qualidade das horas que passam juntos.

Com isso em mente, Bruce Feiler voltou seus estudos para famílias que são bem-sucedidas na resolução desse tipo de problema e encontrou na família Starr uma forma contra intuitiva de lidar com esse problema. Na família Starr, os problemas em casa são resolvidos da mesma maneira que no trabalho de David, o patriarca da família.

 

Scrum em Família

A Família Starr

A família Starr é uma família norte-americana comum, com sua dose de problemas tal qual qualquer outra família. Nessa família, David é o pai de quatro filhos com idade entre 10 e 15 anos, e trabalha com desenvolvimentos de softwares em uma empresa que utiliza a metodologia Scrum para otimizar seus resultados.

Devido ao caos familiar, David resolveu aplicar algumas das técnicas de organização utilizadas no Scrum dentro de sua casa, e ver como elas funcionariam.

Caso não tenha lido o artigo anterior, o Scrum é uma metodologia ágil, que funciona melhor em equipes pequenas, as quais trabalham em curtos períodos de tempo (sprints). No Scrum, a equipe se auto gerencia, e consegue se adaptar rapidamente através da utilização de feedback constante, reuniões diárias para pôr tudo em dia, e reuniões semanais.

O método realmente funciona?

Quando David resolveu colocar essas práticas dentro de casa, sua esposa Eleanor não conseguia acreditar que funcionariam, afinal de contas, seus filhos eram muito desorganizados, e dificilmente mudariam. Ainda assim, com o passar de algumas semanas, Eleanor se viu obrigada a mudar de opinião.

Uma vez implantado o sistema, grandes mudanças começaram a acontecer, e as crianças começaram a cumprir suas responsabilidades sem que cobranças precisassem ser feitas. Através do uso de painéis, onde são escritas as responsabilidades que cada membro da família tem durante a semana, as crianças conseguem saber o que ainda precisa ser feito, e começam a se animar para marcar no quadro as tarefas que já foram finalizadas.

Como Bruce coloca em sua apresentação, não podemos subestimar o impacto que marcar uma tarefa como completa tem no nosso dia a dia. Se adultos gostam da sensação de dever cumprido, as crianças gostam disso ainda mais.

Reuniões em Família

Outra prática muito comum no Scrum é a realização de revisões semanais. Essas reuniões servem para averiguar o que funcionou e o que não funcionou durante a semana. Nas reuniões, são feitas 3 perguntas simples:

  1. O que funcionou essa semana?
  2. O que não funcionou bem nessa semana?
  3. O que nós concordamos em trabalhar na próxima semana?

No ambiente familiar, essas três perguntas clássicas cumprem um papel um pouco diferente de quanto utilizadas no ambiente empresarial. As duas primeiras perguntas, sobre o que funcionou e o que não funcionou durante a semana, oferecem um grande senso de responsabilidade às crianças. Afinal de contas, se algo funcionou bem foi por mérito próprio, e se algo não funcionou, isso provavelmente aconteceu porque a criança não se esforçou o bastante.

Quer saber mais? Então leia   O Eterno Conflito: Como Encontrar o Equilíbrio entre a Vida Pessoal e Profissional?

Além disso, essas duas perguntas oferecem uma forma simples e eficaz de acessar os pensamentos mais íntimos das crianças. Todos os pais gostariam de saber e entender melhor as dificuldades que os filhos estão passando, mas muitos falham em criar um sistema que permita que isso aconteça. Esse é justamente um dos intuitos das reuniões semanais. Durante as reuniões, busque criar um ambiente que fortaleça a liberdade de comunicação e expressão dos seus filhos, pois só assim eles começarão a falar livremente.

Por último, a terceira pergunta também possui um papel muito importante. Quando perguntamos aos nossos filhos o que eles preferem trabalhar na semana seguinte, e não impomos o que devem fazer, estamos oferecemos a eles a chance de se auto gerirem e auto avaliarem. Essas duas características são extremamente importantes para que se tornem mais independentes, sendo esse o nosso intuito final.

 

Os três pilares do desenvolvimento ágil para famílias

Na sua apresentação, Bruce ainda defende que o convívio familiar deve se basear em três pilares para que funcione de maneira adequada. São eles:

1 – Adapte-se o tempo todo

De maneira geral, existe uma grande tendência a educarmos nossos filhos da mesma maneira com que fomos educados, e buscamos fazer por eles o que nós pensamos ser o mais correto. Contudo, esse sistema pressupõe que os pais sempre sabem e entendem as dificuldades passadas por seus filhos, e sempre podem oferecer uma saída. Infelizmente, esse não é o caso para diversas famílias.

Se levarmos em conta que os desafios que as crianças estão enfrentando hoje são diferentes do que seus pais enfrentaram a 15 ou 20 anos, precisaremos de um sistema com muito mais flexibilidade e adaptabilidade. O Scrum oferece justamente isso. Uma estrutura de comunicação familiar flexível, onde problemas vão sendo resolvidos em tempo real, conforme eles comecem a aparecer.

A ideia, portanto, é ser flexível, manter a cabeça aberta, e sempre deixar que as melhores ideias vençam e sejam implementadas.

2 – Empodere os seus filhos

O segundo princípio diz respeito a recrutar as crianças na sua própria educação. Durante a tomada de decisões feitas pela família, é importante que os filhos estejam dando sua opinião sobre o que deve ser feito.

Quando os filhos passam a ser ouvidos, e suas ideias passam a ser implementadas, a tendência natural é que eles se sintam melhor com o ambiente familiar, e fiquem mais engajados com as tarefas que precisam fazer.

Caso ainda não tenha assistido o vídeo de Bruce, e não queira assistir à apresentação inteira, recomendo que assista ao menos a maneira com que suas filhas resolveram problemas de “chilique” dentro de casa. A explicação começa por volta dos 11 minutos e 30 segundos.

3- Conte a sua história

Uma prática extremamente comum em corporações é a definição da missão e dos valores centrais que devem ser seguidos pela empresa. Enquanto que empresas estão constantemente se adaptando para atender às novas demandas do mercado, a missão e os valores tendem a não se alterar muito com o tempo. Isso é importante para que a empresa mantenha um mesmo direcionamento com o passar do tempo, e ofereça uma linha de pensamento compatível com seus colaboradores.

Embora consigamos ver claramente a utilidade disso dentro das empresas, não conseguimos aplicar o mesmo pensamento com tanta facilidade para o ambiente familiar. Mas pare e reflita por um momento. Da mesma maneira que empresas querem direcionar seus colaboradores para fazerem seu melhor serviço frente às mudanças no mercado, pais querem direcionar seus filhos para fazerem o melhor frente aos obstáculos que estão enfrentando.

Enquanto que o sistema Scrum oferece grande flexibilidade para mudança, também é necessário que valores familiares estejam bem definidos, de forma que os filhos saibam o que é certo e o que é errado. Da mesma forma que dentro das empresas, famílias também podem ter missões e valores comuns a todos. Talvez um conjunto de afirmações como “Nós gostamos de soluções e não dilemas”, ou “Nós unimos pessoas e não nos separamos” já possam servir de guia central para educação dos filhos.

 

Convívio Familiar

Se você tem problemas com o convívio familiar, não se preocupe, você não está sozinho. Diferentes pessoas sempre possuem diferentes pontos de vista sobre os diversos assuntos da casa, e isso não é nenhum defeito. Para contornar esse problema, busque criar um sistema flexível dentro de casa, onde todos possam ser ouvidos.

Se você realmente quer o melhor para seus filhos, procure então fornecer todas as ferramentas necessárias para se tornarem independentes e livres, de forma que possam mudar o mundo do seu próprio jeito.

Se alguma das ideias aqui colocadas fez sentido para você, deixe a sua opinião nos comentários abaixo. Esse é um tema que eu gosto muito de estudar, e vou adorar saber quais são as suas práticas para melhorar o convívio familiar.

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

E-book

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Faça Agora o seu Download Gratuito do Livro!

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...

Trackbacks & Pings

  • Mães empreendedoras: 3 dicas simples e práticas de como ser mais produtiva | Grupo Rodrix :

    […] (Para saber mais sobre como montar um sistema flexível para seu filho, clique aqui). […]

    10 meses ago