Método RPM: Como Planejar Rapidamente o seu Dia

metodo-rpm-rapid-planning-method-anthony-robbins

Existe uma capacidade que, acima de todas as outras, impacta fortemente a nossa qualidade de vida: a capacidade de visualizarmos o que desejamos e fazermos com que isso se torne realidade.

Embora essa seja uma ideia simples de ser compreendida, a sua aplicação não é tão fácil assim. Isso porque, muitas vezes, estamos tão atarefados que é difícil pararmos nosso dia para refletirmos sobre qual o resultado esperado para cada uma de nossas tarefas. Dizemos a nós mesmos que “não temos tempo a perder”.

Porém, é justamente a partir daí que surgem os principais fracassos. Passamos a vida no piloto automático e, como consequência, os anos passam e só depois de muito tempo percebemos que estávamos no caminho errado.

Por esse motivo, antes de se perguntar “O que eu vou fazer hoje?”, você precisa se perguntar “O que eu desejo alcançar hoje?”. Essa mudança de foco altera completamente a maneira como você responde à sua vida. Ela muda o seu foco das demandas de outras pessoas para o que realmente é importante para você.

 

O que é RPM?

Com esse raciocínio em mente, Anthony Robbins, o qual é um dos coaches mais bem-sucedidos no mundo, desenvolveu um sistema chamado Rapid Planning Method (RPM), ou Método de Planejamento Rápido.

Basicamente, o RPM consiste em uma forma diferente de pensar, onde você treina e condiciona seu cérebro a pensar primeiro nos seus objetivos e resultados, e só então nos seus afazeres.

No início, o método RPM pode parecer muito trabalhoso. Isso porque sua mente ainda não está condicionada a pensar primeiramente nos objetivos e só depois nas tarefas.

Contudo, depois de treinar seu cérebro sucessivas vezes de acordo com o que ensina essa metodologia, a execução das tarefas acontecerá mais rápido e você terá dez vezes mais resultados que tem hoje.

 

Visão Geral do Método

A maneira mais fácil que eu tenho de te explicar o método é te fornecendo um exemplo simples de como ele funciona. Para isso, vamos pegar uma lista de tarefas, e seguir os passos da metodologia com ela.

 

Passo 1: Capturando

Se eu te pedisse para anotar agora tudo o que você ainda precisa fazer hoje, é possível que sua lista se pareça com:

  • Deixar as crianças na escola;
  • Vestir as crianças;
  • Fazer o café da manhã;
  • Deixar meu filho no treino de futebol;
  • Pagar as contas da casa;
  • Deixar minha filha na aula de violino;
  • Preparar o jantar ;
  • Pegar as crianças na escola;
  • Lavar a roupa;
  • Passar e dobrar as roupas;
  • Ir ao mercado;
  • Lavar a louça.

Isso sem falar em todas as demais tarefas vinculadas ao seu trabalho, marido/esposa, saúde, beleza e outras áreas que você nem mesmo quer se lembrar para não acabar se estressando.

Bom, mas apenas com essa lista já conseguimos tirar duas conclusões muito interessantes sobre a forma com que o cérebro humano funciona.

 

Como funciona o cérebro humano

Em primeiro lugar, perceba que as tarefas não estão em uma ordem linear ou lógica. Quando nosso cérebro começa a listar tudo o que ainda precisa ser feito no dia ou na semana, ele faz isso de maneira aleatória, onde as tarefas simplesmente começam a aparecem na sua mente.

Por isso, não deve ser segredo para ninguém que precisarmos constantemente anotar nossos afazeres, de forma que posteriormente consigamos organizá-los.

Em segundo lugar, perceba que o cérebro humano naturalmente agrupa algumas tarefas de acordo com o resultado que espera. Por exemplo, “Preparar o jantar” envolve “Pensar no que você vai cozinhar”, “Verificar se já possui todos os ingredientes em casa”, “Pensar no tamanho de cada porção e quantas pessoas jantarão”, “Cozinhar” e “Servir”.

Seu cérebro agrupa naturalmente essas tarefas, de forma que você não se sinta sobrecarregado com tamanha quantidade de informações, aumentando assim as suas chances de realizar a tarefa.

 

Passo 2: Agrupando as tarefas

Contudo, a maneira como seu cérebro agrupa suas tarefas hoje nem sempre é a melhor. Isso porque o cérebro é capaz de focar em um número limitado de tarefas por vez, mantendo apenas de 3 a 5 informações ativas no seu consciente.

Isso significa que caso você tenha mais do que 3 a 5 assuntos para pensar no seu dia, são grandes as chances de você acabar ansioso e estressado.

Se pegarmos a lista de tarefas colocada logo acima, podemos facilmente agrupar as tarefas em duas grandes categorias, que facilitarão muito a compreensão de tudo o que precisa ser feito. Portanto, teríamos:

 

Grupo 1: Crianças

  • Deixar as crianças na escola;
  • Vestir as crianças;
  • Deixar meu filho no treino de futebol;
  • Deixar minha filha na aula de violino;
  • Pegar as crianças na escola.

 

Grupo 2: Tarefas do Lar

  • Fazer o café da manhã;
  • Pagar as contas da casa;
  • Preparar o jantar;
  • Lavar a roupa;
  • Passar e dobrar as roupas;
  • Ir ao mercado;
  • Lavar a louça.

 

Passo 3: Descrevendo o resultado esperado

Ótimo! Ao agruparmos as tarefas nesses dois grupos já conseguimos liberar mais espaço mental para refletirmos sobre o que e quando devemos fazer cada tarefa.

Contudo, apenas separá-las em grupos não te ajuda a realmente realizar cada tarefa. Por isso, o terceiro passo é encontrarmos qual o resultado esperado para cada grupo.

Conforme eu coloquei no exemplo de “Preparar o jantar”, nosso cérebro gosta de agrupar tarefas de acordo com o resultado que está esperando. Portanto, ao invés de chamarmos os grupos de “Crianças” e “Tarefas do Lar”, podemos descrever os resultados que esperamos com cada um. Por exemplo:

Grupo 1: Me conectar com as crianças em um nível mais profundo, me divertir com eles, e impactar os valores que eles possuem.

Grupo 2: Criar e manter um ambiente familiar magnífico, que me apoie e dê suporte para toda a minha família.

Pronto, agora ao invés de “Levar as crianças para escola” e “Vestir as crianças”, seu objetivo é “Me divertir com as crianças e impactar os seus valores”. Muito melhor, não é mesmo?!

Agora, ao invés de simplesmente fazer o serviço de um motorista, levando e buscando seus filhos na escola, você pode fazer algo que te motiva muito mais, como brincar com eles no carro, ou verificar o que eles têm feito no seu dia a dia.

 

Passo 4: Relembrando seu propósito

Perceba que ao firmarmos um resultado esperado, estamos relembrando o propósito pelo qual fazendo tanta coisa no nosso dia.

Você provavelmente não trabalha simplesmente pelo gosto em trabalhar, mas porque acredita que assim pode trazer um futuro melhor para sua família e seus filhos.

Você não cuida da sua casa simplesmente porque é algo bom, mas porque reconhece que uma casa limpa e organizada é fundamental para a sua saúde física e mental, assim como da sua família.

Relembrar o propósito por detrás de toda a sua lista de afazeres é fundamental para que você se mantenha dia a dia motivado para continuar trabalhando.

 

Passo 5: Organizando suas tarefas

Perceba também que, por vezes, pode parecer que algumas tarefas estão sendo adicionadas à sua lista para que você atinja seus resultados.

O que?! Mais tarefas?

Sim! Se o seu objetivo é se conectar com seus filhos enquanto os leva para a escola, você precisará adicionar isso a sua lista de tarefas. A princípio, pode parecer que essa é uma tarefa a mais, mas na realidade não é.

Ao invés de pensar separadamente em “levar as crianças para escola”, e “me conectar com as crianças”, a sua única tarefa passa a ser “me conectar com as crianças”, e você vê o caminho para a escola como uma oportunidade para fazer isso.

 

Passo 6: Incluindo outras pessoas no seu sistema

Uma vez que você consiga organizar o seu sistema, é possível que você comece a recrutar outras pessoas para te ajudar, de forma que você possa liberar ainda mais tempo para você.

Por exemplo, é realmente necessário que você busque seus filhos todos os dias na escola? É possível intercalar essa tarefa com o seu parceiro, por exemplo, nas terças e quintas?

Dica: Se for pedir para seu parceiro buscar os filhos na escola, procure adicionar algum propósito a isso. Por exemplo, você poderia falar “Amor, você pode buscar as crianças na escola hoje? Eles têm tantas coisas para te contar, e ficariam bem animados e orgulhosos se fosse buscá-los hoje”. Tenho certeza de que a maneira como você irá se comunicar para pedir auxílio fará toda a diferença na forma como seu parceiro atenderá ao seu pedido.

 

Começando seu Plano RPM

Se você deseja começar hoje seu plano RPM, o passo a passo que eu recomendo é:

1: Faça uma lista com todas as tarefas que você deseja/deveria finalizar essa semana;

2: Agrupe essas tarefas de acordo às respectivas áreas de interesse;

3: Estabeleça claramente quais os resultados esperados para cada área;

4: Estabeleça claramente os seus motivos para alcançar esses objetivos;

5: Elimine ou adicione tarefas à sua lista, de forma que você consiga atingir seus objetivos.

Ao final do processo, você deve conseguir responder facilmente às perguntas:

  • O que eu realmente quero? – Um resultado no qual você possa focar;
  • Qual o meu propósito? – Um ou mais propósitos que são capazes de te mover emocionalmente para atingir o que deseja;
  • O que eu preciso fazer? – Um conjunto de ações que você imagina ser necessário para atingir o seu objetivo.

Se você conseguir responder essas três perguntas, você conseguirá alcançar qualquer coisa que quiser. Contudo, a sequência das perguntas é crucial. Se você pensar primeiro nas ações que precisa fazer, e só depois nos resultados, é bom provável que você se frustre no meio do caminho por não conseguir sair do lugar.

Mesmo que você consiga responder apenas às 2 primeiras perguntas, você já atingirá mais resultados que 90% das pessoas que você conhece. São as duas primeiras perguntas que abrem as portas da sua mente para encontrar o caminho que te levará ao que está buscando.

 

Considerações Finais

Se você está tendo dificuldades para mudar de vida, a sua disciplina não é o problema. A questão é que você provavelmente possui metas impotentes, que não possuem o poder de colocar você em ação. Isso pode estar acontecendo pela falta de clareza quanto aos resultados que você está buscando, ou também pela falta de clareza sobre o propósito que te faz levantar todos os dias da cama.

Se esse é o seu caso, o Rodrigo Cardoso (o qual foi treinado pelo próprio Anthony Robbins) está liberando alguns materiais essa semana, na 5ª Jornada do Ultrapassador de Limites, com o intuito de te ajudar a mudar de vida e superar seus limites.

Acho importante frisar que a Jornada é gratuita, 100% online, e vai ficar disponível apenas até dia 28/09. Portanto, faça já a sua inscrição clicando aqui.

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

Quer receber e-mails sobre como ser mais organizado?

Então se inscreva na lista

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...