Ouvir Música no Trabalho pode Aumentar sua Produtividade!

Você ouve música enquanto está trabalhando? Você saberia me dizer qual o gênero musical mais apropriado para o trabalho que está fazendo hoje?

Pois é, com o uso cada vez maior de aparelhos celulares no ambiente de trabalho, e a melhoria nos serviços de streaming musical, mais e mais empresas estão adentrando a onda de deixar seus funcionários ouvirem música enquanto estão trabalhando.

Mas será que essa é uma atitude inteligente das empresas? Ouvir música durante o trabalho pode aumentar a produtividade dos funcionários?

Bom, para irmos direto ao ponto, a resposta é sim! Ouvir música durante o expediente pode sim aumentar a nossa produtividade, melhorando nossa capacidade de foco, e aumentando nossa criatividade!

Entretanto, não são todos os gêneros musicais que beneficiam nossa performance. Alguns gêneros podem até mesmo diminuir nosso desempenho. Vamos então entender como isso funciona, e qual é o estilo musical que melhor se enquadra no trabalhando que estamos realizando.

 

Qual música devo ouvir no trabalho?

Alguma vez você já se perguntou se ouvir música clássica te deixa mais inteligente?

Bom, nós sabemos que nossa atividade cerebral é impactada de maneira diferente de acordo com o gênero musical que estamos ouvindo. Mas não é apenas a música clássica que é capaz de melhorar nosso desempenho.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo neuropsicólogo Dr. David Lewis, mesmo ouvindo a diferentes gêneros musicais, 9 em cada 10 participantes tiveram maior desempenho quando estavam ouvindo música. Para ser mais exato, 81% dos participantes trabalharam com maior eficiência em determinada tarefa quando estavam ouvindo música, e 88% dos participantes tiveram melhor precisão quando estavam ouvindo música.

O estudo foi realizado com um total de 26 participantes, durante 5 dias seguidos, onde esses precisam desenvolver uma série de atividades, que incluíam correção ortográfica, resolução de equações, problemas matemáticos, passagem de dados para um computador e tarefas que envolviam raciocínio abstrato. Os participantes realizaram a todas essas tarefas ouvindo a 1 de 4 gêneros musicais selecionados para o experimento, e os resultados foram surpreendentes.

 

– Música Clássica: melhor para lidar com números ou atenção a detalhes

Os participantes tiveram melhor desempenho na resolução de problemas matemáticos ao ouvir música clássica, possuindo performance 12% superior ao grupo que trabalhou em silêncio.

 

– Música Pop: melhor para entrada de dados no computador e verificação ortográfica

Os participantes que ouviram música pop durante a entrada de dados completaram essa tarefa 58% mais rápido que participantes que trabalharam em silêncio. A música pop também foi o melhor gênero para realizar verificações ortográfica, e empatou com o gênero dance no aumento de desempenho geral no serviço.

 

– Música Dance: melhor para revisão e resolução de problemas

O gênero dance foi o campeão em uma ampla gama de tarefas, principalmente nos que envolviam revisão ortográfica, resolução de problemas matemáticos complexos, e tarefas que envolviam o uso de raciocínio abstrato.

 

– Música Ambiente: melhor na resolução de equações

Bom, se a música pop foi a campeã na velocidade de entrada de dados no computador, a música ambiente apresentou melhores resultados ao analisar a precisão com esses dados foram colocados no computador.

 

Como a música afeta nosso desempenho  

Enquanto que alguns pesquisadores procuram encontrar quais os melhores gêneros musicais para cada tipo de trabalho, existem também diversas pesquisas que procuram entender como diferentes sons afetam nosso corpo, e, portanto, como isso nos deixa mais produtivos.

 

Música altera nossa fisiologia

Não é novidade para ninguém que tendemos a nos movimentar muito mais enquanto estamos ouvindo música, seja apenas batucando com os pés, ou fazendo movimentos leves com a cabeça.

O que pode ser novidade para muitas pessoas é que diferentes ritmos musicais também interferem em níveis mais internos da nossa fisiologia, podendo alterar nosso ritmo respiratório e cardíaco.

De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade de Nova York, pesquisadores encontraram que nossas ondas cerebrais buscam sincronizar sua frequência com o tempo de andamento das músicas que estamos ouvindo. Em outras palavras, quando estamos ouvindo músicas que possuem frequências de batidas mais rápidas, nosso cérebro tende a produzir ondas em frequências mais altas, nos deixando mais agitados. Em contrapartida, quando ouvimos músicas ou sons com uma frequência de batidas mais lenta, como sons da natureza, tendemos a nos acalmarmos e relaxarmos.

(Para saber mais sobre como diferenças na nossa fisiologia afetam nossa produtividade, clique aqui)

 

Música afeta nosso humor

Novamente, não é segredo para ninguém que diferentes músicas tendem a modificar nosso humor. Enquanto que existem músicas que tendem a nos deixar mais tristes e pensativos, existem músicas que nos deixam mais alegres e excitados.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo neurologista Stephan Evers, diferentes estilos musicais alteram nossos níveis de serotonina no organismo, culminando assim em alterações no nosso humor.

Outros estudos ainda apontam uma relação dessa alteração de humor com nossa produtividade. Por exemplo, a pesquisadora Teresa Lesiuk (2005) defende que música promove uma alteração positiva no humor, e reforça nossa percepção no trabalho que estamos fazendo. Seus resultados mostraram que a qualidade do trabalho realizado foi menor quando nenhuma música estava sendo tocada, e que indivíduos demoravam mais para executar uma tarefa quando não havia música. Em contrapartida, aqueles que ouviram música durante o experimento apresentavam melhores ideias para seus projetos e finalizavam suas tarefas mais depressa.

 

Música diminui distrações

Qual a maior fonte de distração no seu ambiente de trabalho? De acordo com os dados encontrados pelo pesquisador Annu Haapakangas e colaboradores, conversas paralelas no trabalho são a causa número 1 de distrações no ambiente de trabalho, sendo apontado por 48% dos participantes como a sua maior fonte de distração.

Dessa forma, o pesquisador hipotetizou que a utilização de músicas no ambiente de trabalho poderia mascarar possíveis conversas paralelas, reduzindo assim o número de distrações, e aumentando a produtividade dos funcionários. Dessa forma, Haapakangas conduziu uma série de experimentos entre 2006 e 2008, e encontrou que a utilização de músicas foi capaz de diminuir as distrações enfrentadas por funcionários, e aumentar sua capacidade de reter informações a curto prazo.

 

Precauções ao utilizar músicas no ambiente de trabalho

Sem dúvida existem diversos benefícios vinculados a utilizarmos músicas no ambiente de trabalho, contudo existem ainda algumas ressalvas que devem ser feitas para que a música não acabe prejudicando sua performance.

Particularmente, o Psychology Today publicou algumas dicas para as pessoas que acabam ficando mais distraídas quando estão ouvindo música. As dicas são:

  • Utilize músicas sem letras para não influenciar tarefas vinculadas a comunicação e linguagem;
  • Silencio também pode ser considerado um tipo de música, e pode ser tão efetivo para algumas pessoas como ouvir a uma melodia. Se esse for o seu caso, procure trabalhar em silêncio;
  • Escute músicas que você gosta, pois essas terão maiores chances de melhorar seu humor;
  • Teste diferentes batidas e tempos musicais, e veja como isso afeta sua fisiologia;
  • Dê um descanso para seus ouvidos. Se você está escutando música a mais de uma hora, procure dar ao menos 5 minutos de silêncio e descanso para seus ouvidos.

 

Aplicativos

Por último, eu gostaria de comentar sobre o uso de dois aplicativos que buscam aumentar nossa capacidade de foco através de músicas.

O primeiro, e mais conhecido, é chamado “Focus@Will”, e corresponde a uma ferramenta que trabalha em conjunto com pesquisadores do UCLA (Universidade da Califórnia). De acordo com os criadores do aplicativo, ele é capaz de aumentar sua produtividade em 400% ao trabalhar, estudar, escrever ou ler, e faz isso utilizando melodias sem letras, com particular atenção no tom da música, frequência das batidas e valores emocionais transmitidos, que são capazes de aumentar nossa capacidade de concentração.

O segundo aplicativo chama-se “Noisli”, sendo muito mais voltado a utilização de sons naturais que quando combinados podem aumentar sua produtividade. O foco principal desse aplicativo é fornecer a você algum barulho de fundo, de forma que não se distraia com tanta facilidade de seus afazeres.

Ambos os aplicativos estão disponíveis para plataformas Android e iOS, possuindo também versões online que podem ser utilizadas no desktop.

 

Considerações Finais

Há, sem dúvida, muitas diferenças individuais na forma como as pessoas respondem a música. Se preferir o silêncio, e perceber que ele funciona bem para você, não há necessidade de mudar seus hábitos. Mas se o silêncio é inquietante para você, procure ouvir a algum som que te deixe mais alerta, alegre, ou que reduza a sua tensão.

Deixe nos comentários logo abaixo qual a sua opinião a respeito do tema. Me conte também se você ouve música no trabalho e se ela ajuda a aumentar a sua produtividade. Ficarei aguardando!

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

Quer receber e-mails sobre como ter mais foco?

Então se inscreva na lista

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...

2 Respostas para “Ouvir Música no Trabalho pode Aumentar sua Produtividade!

  • Yasmhin Friaça
    3 meses ago

    Sempre tive muita dificuldade de ouvir qualquer gênero musical enquanto trabalho ou estudo. Sempre senti que atrapalhava minha concentração. O mais estranho é que estudo música a 19 anos e sou cantora lírica e popular profissional, toco violão e já toquei viola de arco. Durante meus estudos jurídicos e trabalho (sou bacharel em direito e servidora pública) não consigo estudar ou trabalhar com música, mas tenho necessidade de usá-la, pois no meu trabalho tem muitas conversas paralelas que me atrapalham e na minha casa tem sempre o barulho da tv ou barulhos da rua (nunca consigo silencio absoluto que tanto amo!). Por isso, busco treinar meu cérebro para conseguir trabalhar e estudar com música, mas estou com dificuldades neste treinamento. Alguma dica?

    • Olá Yasmhin, como vai?
      Muito interessante a sua pergunta =)
      Ao meu ver, a melhor forma de você treinar seu cérebro para trabalhar ou estudar ouvindo música, é escolher apenas uma música, e ouvi-la repetidamente enquanto você realiza suas tarefas.
      Por exemplo, eu gosto muito de ouvir a música “Just Jammin” do Gramatik em repetição enquanto estou revisando meus textos. Eu coloco ela para tocar, e ela permanece sendo repetida até o momento em que eu finalizo a minha tarefa.
      Mas atenção, para que isso funcione, você precisa escolher uma música que seja neutra para você. Uma música que quando você escute, não sinta vontade de tocar violão ou de cantar, pois isso atrapalhará a sua concentração. Da mesma forma, não pode ser uma música em um ritmo que você desgosta, pois isso também atrapalha.
      Por ser cantora profissional, e saber tocar diferentes instrumentos, é normal que essa escolha seja mais difícil para você do que para a maioria das pessoas. Por isso, talvez seja válido você testar diferentes ritmos musicais, e com isso averiguar se eles te ajudam ou atrapalham.
      Pode demorar um pouco até você achar uma música que funcione para você, mas também quando encontrar, você não vai precisar gastar mais tempo pensando sobre isso.
      Essa é a minha visão. Espero ter ajudado =)
      Abraço,
      Leonardo Polak