Os 6 Maiores Mitos da Alta Performance – com Bruno Picinini

Qual a última vez que você se questionou sobre o que é Produtividade? Será que você não possui um conceito errado do que faz uma pessoa ser mais produtiva?

Quando iniciam seus estudos de Produtividade, muitas pessoas perdem um tempo precioso procurando aplicativos que prometem fazer milagre, além de técnicas de Produtividade que servem a todos os gostos. Passam um tempão procurando o aplicativo que possui as melhores funcionalidades, e montam um sistema cheio de pormenores para utilizá-lo.

Contudo, em poucas semanas percebem que não houve progresso a respeito da sua Produtividade, e que a utilização do aplicativo foi apenas um entusiasmo passageiro. Em seguida, vão em busca de um novo aplicativo, ou de um novo sistema, e reiniciam esse ciclo, que volta a se repetir por diversas vezes, fazendo com que você acredite que não tem jeito, e que as coisas vão ser sempre assim.

Mas será possível que o problema não esteja no aplicativo, ou no sistema, mas sim na maneira como você enxerga sua Produtividade?

 

Os 6 Maiores Mitos da Alta Performance

Para esclarecer um pouco esse tema, o Bruno Picinini (fundador do blog Empreendedor Digital) publicou recentemente um vídeo com os 6 Maiores Mitos da Alta Performance.

 

 

Nesse artigo, eu busco utilizar e expandir algumas das ideias colocadas no vídeo, de forma você consiga ter um entendimento mais rico a respeito do tema. Vamos começar?

 

Mito 1 – Lista de Tarefas

Você é uma pessoa produtiva, ou simplesmente um triturador de tarefas? Você manda na sua lista de tarefas, ou ela manda em você?

Por experiência própria, eu sei bem o que é olhar para uma lista de tarefas enorme, e sentir arrepios só de pensar em tudo que precisa ser feito. Pois é, nesse mundo corrido, onde desempenhamos cada vez mais papeis e responsabilidades, nossa lista de tarefas parece nunca acabar.

Mas você já se questionou sobre o porquê de isso estar acontecendo? É possível que você esteja colocando na sua lista uma série de itens que na realidade nem mesmo precisam ser feitos?

De acordo com Peter Drucker (um dos pais da administração moderna):

Nada é menos produtivo do que fazer de forma eficiente aquilo que não deveria ser feito de forma alguma.

Por esse motivo, o primeiro mito da Alta Performance é que precisamos realmente fazer, ou executar, cada um dos itens que estão na nossa lista de tarefas. Eu digo porque, a todo momento, estamos procurando por resultados concretos, e não por apenas tirar itens das nossas listas.

De que adianta finalizar o dia com 30 tarefas a menos na sua lista, se nenhum dos seus projetos caminhou? De que adianta ter a satisfação de tirar vários itens da lista, se não tem a realização de ter alcançado um grande objetivo?

 

Mito 2 –  Produzir Mais

Por acaso você sente satisfação ao contar aos seus amigos que está ocupado o tempo todo? Por acaso se sente realizado ao falar para outras pessoas que trabalha 70 ou 80 horas semanais?

Pois é, em um mundo onde está cada vez mais fácil delegarmos tarefas para outras pessoas, e automatizarmos nossas funções, qual a sua desculpa para estar trabalhando por tanto tempo?

O segundo mito da Alta Performance diz que precisamos estar constantemente trabalhando e produzindo cada vez mais para sermos realmente produtivos. Algumas pessoas até mesmo abdicam de horas preciosas de sono, pois julgam que esse é um “tempo jogado fora”.

O que essas pessoas falham em perceber é que essa rotina incessante, onde até mesmo o descanso é deixado de lado, apenas faz com que produzam cada vez menos. Embora exista um sentimento de que a Produtividade se mantém, existem estudos que provam que não é bem assim.

Por exemplo, de acordo com um estudo realizado na Universidade da Pensilvânia, participantes que passaram duas semanas dormindo apenas 4 horas por noite possuíam performance similar a pessoas que passaram 48h ininterruptas sem dormir. O que é pior, essas pessoas não perceberam que sua performance estava sendo reduzida.

 

Mito 3 – Disciplina

Você acredita que precisa de disciplina para se dar bem na vida?

Pois é, o terceiro mito da Alta Performance dita que pessoas que obtém grandes resultados possuem grande disciplina para se manter sempre na linha. Entretanto, esse é um grande mito, pois disciplina é importante apenas quando estamos iniciando o desenvolvimento de um hábito, ou fazendo com que ele fique inconsciente.

Embora a disciplina seja sim um fator indispensável na vida de qualquer pessoa de sucesso, o que é muito mais importante é a instauração de hábitos e rotinas que acontecem automaticamente, sem que você precise pensar para executá-las.

 

Mito 4 – Recursos

Se eu te perguntasse o que te impede de alcançar seus objetivos, o que você diria? Falta de dinheiro? Falta de tempo? Falta de contatos?

Pois é, grande parte das pessoas reclamam que não possuem os recursos necessários para alcançar seus objetivos. Mas aí eu te faço a seguinte pergunta:

O que aconteceria se você tivesse mais criatividade, confiança, visão de futuro, motivação, coragem, determinação, comprometimento e ambição? Se você fosse tivesse maior controle sobre a maneira como você se sente, sobre o seu corpo, e sobre a sua mente, ainda assim acredita que não conseguiria?

O problema de muitas pessoas é acreditar que precisam de mais recursos externos para passarem a ser mais produtivos. Precisam de mais aplicativos, de computadores mais rápidos, de uma equipe mais engajada e de menos reuniões durante o expediente. Contudo, se você refletiu sobre a pergunta que eu lhe fiz logo acima, você consegue perceber que os nossos sentimentos e nossas motivações intrínsecas determinam muito mais os nossos resultados, do que qualquer recurso externo.

Caso ainda não tenha se convencido, procure então ler histórias de pessoas que começaram do zero, como o carioca Flávio Augusto da Silva (fundador da Wise Up), ou de Soichiro Honda (criador da Honda), ou ainda de Oprah Winfrey (primeira apresentadora de TV negra nos Estados Unidos), e perceba que os desafios psicológicos vividos por essas pessoas foram muito, mas muito maiores do que os desafios financeiros.

 

Mito 5 – Urgente e Importante

A “Matriz de Eisenhower” é uma das técnicas de priorização mais utilizadas no mundo corporativo, e dita que precisamos sempre separar nossas tarefas de acordo com “urgência” e “importância”.  Entretanto, será mesmo que esses são os dois maiores pilares na priorização de tarefas?

No artigo “Procrastinando de Propósito: 5 Permissões para você multiplicar seu Tempo”, eu discuti o conceito de significância. Basicamente, se importância é a medida de “o quanto” alguma coisa importa, e urgência é “o quão logo” alguma coisa importa, então significância é a medida de “por quanto tempo” alguma coisa importa. Em outras palavras, significantes são aquelas tarefas em que você utiliza seu tempo hoje, de forma que você ganhe mais tempo amanhã.

Essa, ao meu ver, é uma forma muito mais atual e concreta de entendermos priorização de tarefas, já que ao utilizarmos nosso tempo e energia em tarefas que nos renderão frutos a médio e longo prazo, estamos fazendo um excelente investimento!

 

Mito 6 – Objetivos Reais

Hoje parece normal fazer cursos on-line, preencher formulários administrativos a distância ou expressar opiniões em fóruns de discussão. Parece normal estarmos sempre conectados, podendo falar com pessoas no outro lado do mundo em questão de segundos. Entretanto, há cerca de 60 anos atrás, isso tudo não passava de uma ideia, que a maior parte das pessoas julgaria ser impossível de acontecer.

Da mesma forma, você já deve ter passado por alguma situação que julgava ser impossível, mas que hoje é realidade. Talvez nunca acreditou que conseguiria ter um carro, e hoje possui até mais do que um. Talvez nunca acreditou que conseguiria abrir o próprio negócio, e seu sonho se tornou realidade.

Pois é, o sexto mito da Alta Performance dita que sempre precisamos estipular objetivos e metas reais para nós mesmos. Objetivos que sabemos que iremos conseguir cumprir. Mas você já se perguntou o que teria acontecido com o mundo se não existissem pessoas que perseguissem o “impossível”? Provavelmente ainda moraríamos em cavernas, não é mesmo?

 

Confie no seu Potencial

Todos nós possuímos um potencial de mudança muito superior ao que inicialmente acreditamos. Todos nós podemos chegar mais longe quando abrimos a nossa cabeça, e damos um passo de cada vez. Todos nós podemos conseguir o “impossível” quando nos tornamos flexíveis nas nossas abordagens, e estamos sempre buscando o melhor.

Por esse motivo, não se inconteste com pouco.  Vá atrás dos seus sonhos, e trace objetivos que não acredita serem possíveis. Na melhor das hipóteses, você acabará surpreendido, e motivado para fazer da sua vida o exemplo para o mundo.

 

Considerações Finais

De acordo com o coach Anthony Robbins, 80% do êxito em vencer um desafio na sua vida vêm da psicologia, enquanto que apenas 20% vêm da execução mecânica. Perceba que nenhum dos conselhos aqui colocados refere-se à execução mecânica de tarefas, mas sim a sua forma de pensar e refletir.

Todos os mitos aqui colocados são provocações, que buscam fazer com que você reflita sobre a sua forma de enxergar a Produtividade e Alta Performance, sendo esse o objetivo principal desse artigo.

Portanto, qual dos mitos acima mais te surpreende, ou te faz pensar? Aguardo a sua resposta nos comentários abaixo. Até a próxima!

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

Quer receber e-mails sobre mudança de minset?

Então se inscreva na lista

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...