5 Medidas Simples para Criar o Hábito de Malhar – com Geronimo Theml

Hoje em dia, um dos hábitos mais comuns, que diversas pessoas querem desenvolver, é o de se exercitar frequentemente.  De acordo com uma pesquisa desenvolvida em 2012, o hábito de se exercitar está entre os 10 hábitos mais populares que as pessoas querem desenvolver.

Mas claro, querer fazer do exercício um hábito e realmente fazê-lo são duas coisas diferentes. Isso porque alterar o seu comportamento é difícil. Viver um novo estilo de vida é muito complicado.

Mas existem algumas estratégias que podem facilitar a construção desse hábito. Dessa forma, meu intuito neste artigo é lhe explicar 5 maneiras simples, que facilitarão muito a sua vida quando estiver iniciando a sua rotina de treinos. Para isso, utilizarei como apoio o material do Gerônimo Theml, o qual também é coach de Produtividade Pessoal.

Atenção: Todas as medidas aqui colocadas consideram que você possui capacidade física de se exercitar. Caso tenha alguma dúvida quanto a isso, consulte o seu médico de confiança.

 

Medida 1 – Comece Devagar

Qual o passo mais difícil de uma corrida? O primeiro! Por que?

Porque antes do primeiro passo, sua cabeça ainda está resistindo à ideia de fazer exercício. Simples assim! O momento que você se compromete com o exercício, onde já não existe mais a opção de voltar atrás, é quando ele fica mais fácil e você pode apenas aproveitas os seus benefícios.

Justamente por isso, o Gerônimo coloca essa como a medida número 1. Nas palavras dele “É mais difícil você instalar o hábito de sair de casa, do que de malhar em si e de correr em si. É mais simples correr e malhar do que sair de casa para correr e para malhar”.

Isso faz sentido para você?

É muito mais importante para o seu cérebro, ao menos no início, instalar o hábito de sair de casa para malhar, do que de malhar propriamente dito. Isso porque uma vez que o hábito esteja instalado, aí sim você pode modificar a sua rotina de exercícios da maneira que quiser, pois seu cérebro já estará mais acostumado com a rotina.

Portanto, quando estiver pensando em começar a se exercitar, comece devagar. Não comece já fazendo 3 aulas de ginástica e 5 Km correndo na esteira. Faça apenas o suficiente para acostumar suas articulações com diferentes movimentos, e aí sim gradualmente intensifique o seu treino.

 

Medida 2 – Tenha Metas

Como segunda medida, é extremamente importante que você estipule metas para se exercitar. Mas não qualquer tipo de metas. Suas metas precisam ter algumas características específicas para que realmente funcionem.

Então, por exemplo, ela precisa possuir algum tipo de métrica. De nada adianta você estipular como meta “ter uma vida saudável”. Você precisa especificar o que exatamente compõe essa vida saudável, e basear isso em alguns marcadores. Esses marcadores podem ser o seu peso, ou seu perfil lipídico, ou até mesmo uma frequência de treino, onde você deseja, por exemplo, passar 1 mês treinando no mínimo 3 vezes por semana.

Quer saber mais? Então leia   Xô ansiedade! Duas técnicas infalíveis para resgatar totalmente o controle e o foco!

Além disso, estipule metas que estejam realmente alinhadas com o exercício físico. Por exemplo, a sua circunferência abdominal é muito mais dependente dos alimentos que você ingere, do que da sua rotina de exercício. Dessa forma, você provavelmente irá se frustrar bastante caso estabeleça como meta perder barriga, mas ainda não começou a cuidar da sua alimentação.

Um bom exemplo de meta vinculada ao exercício é, por exemplo, correr 5 Km, em menos de 30 minutos, nos próximos dois meses. Isso pode parecer inalcançável para algumas pessoas, principalmente as que estão sedentárias há alguns anos, mas essa é a promessa do aplicativo “C25K® – 5K Trainer FREE”, disponível gratuitamente para as plataformas iOS e Android.

 

Medida 3 – Organize-se Antes

Você se planeja para correr de manhã, e até mesmo coloca o despertador para alguns minutos antes, de forma que tenha tempo para se preparar.

De manhã, você levanta e passa os primeiros 10 minutos do dia procurando seu tênis de corrida, que há muito tempo não usa. Em seguida, abre a outra porta do guarda-roupa e passa mais 5 minutos escolhendo qual roupa de exercício utilizará hoje. Você então abre a previsão do tempo no seu celular, e vê que existe uma possibilidade de 20% de começar a chover nos próximos minutos.

Você se convence novamente de que hoje não é o melhor dia para começar, e posterga novamente sua corrida para o dia seguinte.

Eu não sei se isso já aconteceu com você, mas não são raros os casos de pessoas que não se organizam para se exercitar, e por isso acabam procrastinando o início da tarefa.

Lembre-se da primeira medida: o primeiro passo é o mais difícil. Portanto, quanto mais fácil for dar o primeiro passo, melhor para você. Nas palavras do psicólogo Shawn Achor, escritor do livro “O Jeito Harvard de Ser Feliz”, “Se você conseguir fazer com que um hábito positivo fique de 3 a 20 segundos mais fácil de começar, a sua probabilidade de fazê-lo aumenta drasticamente”.

Em seu livro, Shawn conta que dormia com suas roupas de exercício e colocava seu tênis ao lado da cama, pois isso aumentava muito as suas chances de se exercitar assim que acordasse.

 

Medida 4 – Não Repense

Na medida número 1 desse artigo, eu expliquei que o primeiro passo para iniciar uma tarefa é o mais difícil. Isso porque a sua cabeça ainda pode estar resistindo à sua ideia inicial.

Esse conceito é extremamente importante, e eu acho que ele merece ser explicado com alguns detalhes a mais.

Então, quando você está iniciando sua rotina de exercícios, é normal que existam duas vozes dentro da sua cabeça. Uma delas se preocupa com seu condicionamento de longo prazo, e escolhe, portanto, praticar o exercício físico. Contudo, existe uma outra voz que pensa muito mais em prazeres de curto prazo, e tentará convencer você a ficar em casa, talvez dormindo um pouco mais.

Para que você tenha sucesso na prática do seu exercício é preciso que você cale essa segunda voz, e isso é relativamente simples de fazer, mas isso não quer dizer que seja fácil. Basicamente, tudo o que você precisa fazer é alterar o foco para aquilo que você quer. Lembre-se que para onde seu foco vai, sua energia vai.

Quer saber mais? Então leia   Equilíbrio entre Vida Pessoal e Profissional: Ilusão ou Realidade?

Então, se você começar a focar na dor que terá decorrente do exercício, ou em como poderia utilizar seu tempo se não fosse malhar, são grandes as chances de você realmente não sair de casa. Contudo, se você estiver focado na sua meta, e você repassar em sua cabeça  todo o prazer que terá ao alcançá-la, são grandes as chances de você malhar sem problemas.

Ainda mais forte que focar na sua meta, é você focar no seu “para que”, que corresponde ao seu propósito, e é a medida 5 nesse artigo.

 

Medida 5 – Tenha o seu “Para Que”

Bom, nesse momento você já estipulou sua meta e já sabe exatamente o que quer alcançar. Mas eu te pergunto: para que você quer alcançar isso? O que você ganhará quando estiver com a sua meta completa?

De maneira geral, podemos falar que todo “para que” é proveniente de algum sentimento. Então, por exemplo, dizer que você quer malhar para emagrecer não é um bom “para que”. A questão é muito mais o que você ganha ao emagrecer. Como você se sentirá ao emagrecer.

O Gerônimo coloca dois exemplos que eu acho muito interessantes no vídeo.

Em primeiro lugar, ele fala de um exemplo de uma cliente dele, que buscava emagrecer para que o marido voltasse a desejá-la. Esse claramente é um exemplo de sentimento de aproximação, onde a pessoa sabe exatamente como quer se sentir, e por isso se utiliza do exercício para chegar lá.

Como segundo exemplo, o Gerônimo coloca seu próprio “para que”. Ele fala que se exercita para que “tenha mais tempo para passar com os seus filhos, e não deixe seus filhos sem pai”. Aqui, além de sentimento de aproximação (aproveitar o tempo com os filhos), o Gerônimo ainda insere um sentimento de afastamento (medo de deixar os filhos sem pai).

De maneira geral, encontrar motivos tanto de aproximação (onde você sabe exatamente como quer se sentir), como de afastamento (onde você sabe exatamente como NÃO quer se sentir) funcionam excepcionalmente bem para todas as pessoas.

 

Considerações Finais

O Gerônimo Theml é hoje um dos coaches de Produtividade e Alta Performance que eu mais admiro e considero. Para aqueles que tiverem interesse, ele produz seus materiais predominantemente em formato de vídeo, os quais são publicados no canal “Geronimo Theml” no YouTube.

Além disso, você também pode conferir as técnicas defendidas pelo Gerônimo no livro “Produtividade Para Quem Quer Tempo”, publicado recentemente. Para adquirir a sua cópia do livro, clique aqui.

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

E-book

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Faça Agora o seu Download Gratuito do Livro!

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Faça Agora o seu Download Gratuito do Livro!

redirect=/confirmacao-audio-ebook/