Frustração: Nosso Grande Agente de Mudança

Com que frequência você se sente frustrado? Com que frequência esse sentimento te impede de atingir seus objetivos?

Pois é, todos nós em algum momento ou outro da nossa vida acabamos nos sentindo frustrados. As vezes pelas metas que não estão sendo alcançadas, ou outras vezes pelos obstáculos que vão aparecendo ao longo do caminho, e que nunca parecem acabar.

Dessa forma, por geralmente estar associado a momentos ruins, o sentimento de frustração acaba recebendo uma conotação negativa, e de que deve ser evitado.

Contudo, estou aqui para te dizer que não é bem assim! O sentimento de frustração possui um significado extremamente positivo, e pode ser usado como um poderoso agente de mudança. Portanto, continue lendo esse artigo para entender qual o verdadeiro significado da frustração, e como utilizá-la a seu favor.

 

O Verdadeiro Significado da Frustração

Todas as vezes que estamos cercados por barreiras que nos impedem de prosseguir rumo ao que queremos para nossa vida, ou todas as vezes que continuamente nos esforçamos para conseguir alguma coisa, e não obtemos as recompensas, então tendemos a nos sentir frustrados.

Por esse motivo, a frustração não é um sentimento positivo por natureza. Podemos até mesmo acabar desistindo dos nossos sonhos e objetivos porque nos sentimos frustrados frequentemente. Entretanto, não precisa ser assim. A frustração pode ser utilizada como um grande agente de mudança uma vez que entendamos qual o seu verdadeiro significado.

A mensagem que a frustração procura nos passar é que nós acreditamos em nós mesmos, acreditamos que existe uma resposta para o que estamos buscando, apenas ainda não a encontramos. Em outras palavras, todas as vezes que você se sente frustrado, é porque seu cérebro está procurando por uma nova estratégia para atingir o que você deseja, mas ainda não a encontrou. Significa que você já tomou a decisão de mudar, mas ainda não sabe exatamente como.

 

Não confunda Frustração com Desapontamento

Enquanto que frustração é um sentimento que pode ser altamente positivo, é preciso que você não o confunda com outro sentimento que soa muito parecido, mas que tem um significado completamente diferente.

Da mesma forma que a frustração, todos nós podemos nos sentir desapontados quando estamos nos esforçando, mas não estamos atingindo os resultados que gostaríamos. Entretanto, enquanto que a frustração dita que acreditamos em nós mesmos, e estamos buscando uma resposta, o desapontamento dita o contrário. Quando você se sente desapontado, é porque você quer algo novo para sua vida, mas não acredita que algum dia vai conseguir.

O sentimento de desapontamento implica que você já perdeu as esperanças, e não precisará apenas mudar a sua estratégia, como no caso da frustração. Com o desapontamento, você precisará alterar suas expectativas, e seu mindset, o que pode ser muito mais complicado de ser feito.

 

O que está acontecendo na sua cabeça enquanto se sente frustrado?

Filtragem de Informações

Dentro da cabeça de todas as pessoas, existe uma porção no cérebro chamada de Formação Reticular. Essa região no cérebro é responsável por controlar seus ciclos de sono e vigília, e possui um grande papel na filtragem de estímulos sensoriais, determinando o que chega e o que não chega até o seu córtex cerebral (região responsável pelo seu raciocínio).

Quer saber mais? Então leia   Os Benefícios do Estresse: como utilizá-lo a nosso favor

Basicamente, essa região do cérebro dita onde está a nossa atenção, e sobre o que devemos ou não devemos focar. Então, por exemplo, nesse exato momento você deve estar utilizando algum vestuário (camisa, calça, vestido), e os estímulos da sua roupa tocando no seu corpo estão chegando ao seu cérebro. Contudo, você não estava percebendo, não é mesmo? Eu digo “estava percebendo”, porque no momento que eu te digo que isso está acontecendo, naturalmente sua formação reticular deixa que essa informação chegue ao seu córtex cerebral, e você consegue focar no contato que sua roupa está tendo com seu corpo.

Através da ativação da formação reticular, conseguimos filtrar no ambiente apenas aquelas informações que são realmente relevantes para nós, e chamamos isso de sistema de ativação reticular (SAR).

 

Sistema de Ativação Reticular (SAR)

Um exemplo fácil de você perceber que seu sistema de ativação reticular está funcionando acontece quando você resolve comprar um carro. Talvez já tenha acontecido com você, ou com alguém próximo, de ir comprar um carro, definir qual o modelo que você quer, sair com o carro da concessionária, e só aí perceber que outras milhares de pessoas tem o mesmo carro que você.

Engraçado, enquanto você não tinha decidido qual carro queria, aquele modelo nunca chamava sua atenção. Entretanto, assim que você decidiu pela compra, seu cérebro naturalmente começou a perceber muito mais esse modelo na rua.

Certo, mas qual a relação disso com a frustração?

Bom, o sentimento de frustração naturalmente indica que seu sistema de ativação reticular está ligado, funcionando como um radar na procura por aquilo que você precisa. Entretanto, ele ainda não encontrou uma estratégia boa o suficiente para a sua demanda. Em outras palavras, seria como decidir qual modelo de carro você quer, mas não o encontrá-lo em nenhuma das concessionárias que você está indo.

Ainda assim, conforme o ditado: “quem procura, acha”,  seu cérebro já está procurando por uma resposta, tudo o que você precisa fazer é não desistir no meio do caminho. Esse é o grande ponto, que faz com que a frustração seja considerada um grande agente de mudança. Para mudar de vida enquanto está se sentindo frustrado, tudo o que você precisa é não desistir do processo.

 

Frustração e o Aprendizado

Uma vez que você entenda que frustração não precisa ser necessariamente um sentimento ruim, é importante que entendamos também o seu papel no nosso aprendizado.

Durante nossa vida, a todo momento nós estamos tentando aprender algo novo. Na realidade, mesmo quando não estamos tentando, estamos sempre aprendendo algo novo. Isso acontece porque essa é uma das principais funções do nosso cérebro. A todo momento, estamos pensando em alguma coisa, e, portanto, aprendendo com esse processo.

Quer saber mais? Então leia   A Montanha Russa do Empreendedorismo: como lidar com seus altos e baixos emocionais

(Para entender como funciona o processo de aprendizagem, clique aqui)

Dessa forma, é muito útil entendermos que para adquirirmos maestria em determinada área, ou conteúdo, sentiremos frustração em ao menos uma parte do processo. Para simplificar, observe o gráfico abaixo:

Frustração Gráfico

 

Modelo de Aprendizagem

Agora, vamos aplicar esse gráfico sobre um conteúdo muito comum para grande parte dos adultos: aprender a dirigir. Pense por um momento sobre como você aprendeu a dirigir um carro, ou se ainda não aprendeu, considere a experiência que você ouviu de outras pessoas.

Todos nós, enquanto estamos apreendendo a dirigir, passamos pelos 4 passos apresentados no gráfico. Em primeiro lugar, começamos com a incompetência inconsciente, onde simplesmente não sabemos que algum dia dirigiremos um carro. Provavelmente, essa fase aconteceu ainda na sua infância, pois lá você ainda não tinha noção de que pegaria o volante algum dia.

Em seguida, entendemos que um dia poderemos dirigir. Essa fase provavelmente ocorreu ainda na sua infância, ou talvez na sua adolescência, e foi onde você percebeu que poderia algum dia dirigir, mas que ainda não sabia fazer isso.

Perceba que até aqui não existe um sentimento de frustração. O tempo passa, e você simplesmente não liga de ainda não saber dirigir.

Entretanto, um dia você resolve entrar na autoescola, ou seus parentes resolvem te ensinar a dirigir. Aqui começa a sua frustração. Como é possível trocar de marcha, prestar atenção nos retrovisores, acelerar, prestar atenção na pista, ter noção espacial do seu carro e dos outros, e ainda pensar onde você está indo. Como é possível fazer tudo isso ao mesmo tempo? Pois é, são nesses casos que a frustração toma conta. Mas qual foi o conselho que eu lhe dei logo acima nesse texto?

 

Encarando a Frustração

Bom, se você está se sentindo frustrado, tudo que você precisa fazer é não desistir. Sua cabeça já está procurando por uma maneira de fazer tudo isso ao mesmo tempo, entretanto ela ainda não encontrou. Basta que você continue para finalmente chegar a última fase do ciclo: a competência inconsciente.

Hoje, após horas e horas de prática, você provavelmente não precisa mais pensar para dirigir. Tudo acontece automaticamente, e inconscientemente. Da mesma forma, todos os demais aprendizados na sua vida vão acontecer do mesmo jeito.

 

Considerações Finais

Essa falha em reconhecer que a frustração faz parte do processo de aprendizagem é o que impede grande parte das pessoas de viverem seus sonhos. Felizmente, você não precisa mais ser uma delas.  A partir de hoje, você pode receber o sentimento de frustração de braços abertos, e apenas esperar as mudanças que ainda estão por vir.

Se esse artigo foi útil para você, então ele provavelmente pode beneficiar mais pessoas. Portanto, utilize os botões abaixo dessa página para compartilhá-lo nas redes sociais.  Tenho certeza que algum amigo seu pode estar precisando desse tipo de informação!

About Leonardo Puchetti Polak

Especialista em Produtividade Pessoal, apaixonado por alta performance, tecnologia e neurociência.

E-book

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Faça Agora o seu Download Gratuito do Livro!

redirect=/confirmacao-audio-ebook/

Seu comentário me motiva a continuar escrevendo...

29 Métodos de Produtividade Pessoal: O Guia Definitivo para Escolher Já o Seu!

Cadastre seu e-mail e baixe agora sua cópia do e-book.

redirect=/confirmacao-audio-ebook/